top of page
  • Foto do escritorRita Lança

Ferramentas práticas para o quotidiano

Perante mudanças significativas podemos perder o equilíbrio ou sentir-nos bloqueados devido ao medo e ansiedade que experienciamos.


Podemos sentir-nos desorientados, com dificuldade em encontrar foco e direção para tomar decisões e definir prioridades. É importante contar com uma rede de apoio efetiva e é igualmente fundamental fortalecer e estruturar a nossa base – a nossa própria capacidade de lidar com os desafios que se nos colocam, mantendo-nos estáveis e confiantes.

Barco no mar em céu Azul

As grandes mudanças começam com pequenas mudanças


O quotidiano está repleto de pequenas oportunidades para desenvolver a nossa capacidade de estar presentes com o que nos acontece, qualquer que seja a circunstância. Uma grande âncora que nos ajuda a manter-nos no presente é a conexão com o corpo, bem como, desenvolver a nossa capacidade de observação e consciência.


A investigação revela que práticas contemplativas contínuas, incluindo meditação, contribuem para melhorar a atenção e a memória, reduzir o stress, aumentar a confiança em situações desafiadoras, promover um maior senso de autoconsciência, autoaceitação, bem-estar, resiliência, prevenir o burnout e aumentar respostas compassivas.


Proponho usar as adversidades como oportunidades para nos desenvolvermos e aprendermos a estar mais presentes connosco próprios, com os outros e com o que nos rodeia.


A meditação não se resume a práticas formais, a minha proposta é cultivar essa presença ao longo do dia, a partir da prática de hábitos diários que nos ajudam a mantermo-nos estáveis, serenos e abertos para lidar com a imprevisibilidade.


Aquilo que eu ofereço:

  • Diagnóstico de necessidades;

  • Plano pessoal para integrar no quotidiano, ajustado às necessidades identificadas;

  • Treino e aplicação de práticas contemplativas na vida diária e nos contextos de cuidar:

- ferramentas para se conectar com os seus próprios recursos internos,

- estratégias de autocuidado,

- ferramentas para lidar com o sofrimento.

  • Apoio informativo e educativo, bem como orientações práticas ao nível da prestação de cuidados.

Comments


bottom of page